Sidalina

Wednesday, August 16, 2006

What's Your Wrestler Name?

Your Wrestler Name Is...
Miss Switchbade

Wednesday, July 12, 2006

Vídeo Clips....

Aqui estão vídeo clips de uns cantores famosos ........ e dos seus fãns.

shakira (Hips Don't Lie)

shakira dance (Fãns a dançarem Hips Don't Lie)

La Tortura (Shakira)

because of you - Kelly Clarkson ( Kelly Clarkson)

First Day Of My Life (Melanie C)

Vídeos

Olá!
Eu hoje vou deixar-vos uns vídeos muitos engraçados, espero que gostem:

Gatos (VideoClip)
Funny Cats 3
funny cats
Cães - VideoClip
Despido por um toiro

Proibido a menos de 18 anos:
Passarinhos a bailar...

Thursday, July 06, 2006

A história do chocolate

A história do chocolate começou no ano 600 a.C ., nas regiões tropicais da América do Sul e na América Central, mais precisamente onde ficam atualmente o México e a Guatemala. Nesta época o cacau já era cultivado pelos Maias e Astecas e usado para elaborar uma bebida fermentada e amarga.
Os Maias deixaram descritas diversas maneiras de elaborar tal bebida e o modo de saboreá-la. Parece que a mais comum provinha do esmagamento das sementes de cacau, em seguida temperado com pimenta. Depois, a mistura era levada ao fogo e cozida, mexendo vigorosamente com uma pá, até obter ficar espumosa. Para acrescentar um sabor mais agradável, adicionava-se baunilha, urucum, pimentão, milho verde, cogumelos alucinógenos, frutas e, raramente, mel. Essas diversas preparações faziam do chocolate uma bebida entre o amargo e o doce, com um toque apimentado, realmente muito exótico. Não eram preparações doces.
O chocolate não era só bebido por prazer, era também indicado como medicamento, afrodisíaco e antídoto da fadiga. Não era à toa que o chocolate era tido como um elixir para os feiticeiros, padres e médicos Maias, sendo indicado como estimulante ou até como pomada analgésica. Já a manteiga de cacau tinha uma indicação diferente, era um ungüento para o tratamento de ferimentos.
O uso do cacau não se limitava às bebidas dos nobres ou aos medicamentos, era também usada como moeda de troca. Para adquirir um coelho, bastavam quatro sementes, mas era preciso ter cem frutas, se o objetivo era ter um escravo.
Com o desaparecimento dos Maias
Por volta de 900 d.C., o império Maia desapareceu misteriosamente, surgindo, então, os talentosos Toltecas , seguidos posteriormente pelos Astecas do México, que ocuparam o mesmo território dos Maias. Nesta época, as bebidas à base das sementes de cacau, batizadas pelos Astecas portchocolath(bebida amarga) desempenhavam um importante papel nas cerimônias religiosas de Quetzacoalt, deus da sabedoria e do conhecimento. O cacau era respeitado como uma dávida dos deuses , por ser fonte da vitalidade.
Conta a lenda que o deus Quetzacoalt perdeu seu reino e partiu para Yucatan em uma jangada de serpentes, mas prometeu voltar e retomar o seu lugar. Esta lenda sempre acompanhou os Astecas e, em função disso, havia uma previsão feita pelos astrólogos para a chegada de um rei de rosto branco em 1519, que iria libertar seu povo. Coincidentemente, nesta época, desembarca em terras astecas o explorador espanhol Hérnan Cortez, começando aí uma tremenda confusão. O imperador Montezuma II acreditou que Cortez era a reencarnação de Quetzacoalt, fato que facilitou a penetração do explorador, que foi recebido com honras e um imenso banquete, regado com muito tchocolathservido em taças de ouro. Começa, então, a história do chocolate para o resto do mundo .
Cortez não apreciou a bebida, considerando-a de sabor estranho, um tanto amarga e apimentada, porém ficou interessado no imenso valor do chocolate para os Astecas. De volta à Espanha, o explorador convenceu o rei Carlos V a fazer uma vasta plantação de cacaueiro para trocar as sementes da fruta por ouro, já que esse metal precioso não tinha qualquer importância para os Asteca. Este plano teve um sucesso total, mas não satisfez a ganância do explorador. Anos mais tarde, Cortez invadiu o México, assassinou o imperador Montezuma e tornou a região uma colônia espanhola.
Em 1527, Carlos V ofereceu aos nobres espanhóis sementes de cacau trazidas da América, para que preparassem o tchocolathe e valiassem o sabor da bebida. Para decepção do monarca, a nobreza espanhola não se entusiasmou nem um pouco com a bebida. Assim, desistiu-se do cacau até 1585, quando chegou à Espanha um carregamento de sementes de cacau vindo do Brasil, na época denominado de Vera Cruz. Apesar de Hernán Cortez ter sido o primeiro europeu a reconhecer o potencial do chocolate, foi Cristovão Colombo que recebeu o mérito de levar o cacau à Europa.

Wednesday, July 05, 2006

Apresentação

Olá!
Eu sou a Sidalina, mas podem tratar-me por Lina, tenho 36 anos, e sou de Benavente.
Sou a mãe da Joana, que vai para o 7º ano!
Este é o meu primeiro blog, que foi criado pela minha filha.

Espero que goste do meu blog!